quarta-feira, agosto 29

Conscientizar é preciso... Pronação dolorosa

Já queria ter postado a mais tempo sobre o assunto, mas havia esquecido e ontem a Maria sofreu uma nova pronação dolorosa ou do cotovelo, em um termo mais direto, tirou o osso rádio do lugar, pela terceira vez. Segundo uma pesquisa no google achei uma explicação que é a seguinte:

É um pequeno deslocamento da cabeça do rádio em relação ao ligamento anular. O rádio é um dos ossos do antebraço e cabeça do rádio é a porção deste osso que participa da articulação do cotovelo. O ligamento anular envolve a cabeça do rádio como um anel. Esta lesão ocorre em crianças menores de cinco anos, devido à consistência mais elástica dos ligamentos e ao desenvolvimento ósseo incompleto.
A história é quase sempre a mesma. A criança é puxada pela mão ou pelo antebraço; por exemplo, quando a mãe segura a criança para que esta não saia correndo pela rua, ou quando a criança é balançada pelos braços.
 
Site referência: Dr. Fábricio Cardoso
 
Imagem daqui
 
Sim, foi pela terceira vez e não é por falta de zelo das pessoas que a cuidam (digo dos pais e das professoras). Segundo os médicos que já a atenderam, pode acontecer com qualquer criança. Com a Maria foram duas situações: de pegar pelo braço quando estava caindo, no reflexo mesmo de segurá-la para proteger e uma na praia onde fomos "pular" uma poça de água, e acabamos levantando-a pelos bracinhos para pular (qual pai nunca fez isto?), e foi deslocando nesta brincadeira boba. Mas como eu me culpava muito pelo acontecido na praia, o médico bem legal que nos atendeu falou que isto não era culpa de ninguém, apenas uma fatalidade. Super querido ele né? E que era para cuidar e nunca levantar uma criança pela mãozinha para brincar, pois isto era mais comum do que a gente pensa, e são por coisas bobas que isto acaba acontecendo.

Segundo os médicos é bem dolorido a luxação, por causa do nervo que está próximo, mas a manobra para colocá-lo no lugar é bem fácil, lembrando que deve ser feito por um especialista, nem precisa de anestesia. A Maria chorou um pouquinho na hora, mas um minuto depois já estava jogando balão na sala de recuperação do hospital, super querida a minha pitoca né? A orientação é imobilizar o bracinho para não mexer muito e procurar o médico/hospital logo que acontece, pois pode inchar muito e o nervo inflamar, coisa que aconteceu na primeira vez, onde o médico do plantão fez o atendimento errado pois não viu direito o que era e como não entendimamos do assunto procurei um traumatologista no outro dia e ele me explicou isto, apesar de logo colocá-lo no lugar o tratamento foi mais dolorido.

Sabe que me dá um frio na barriga quando vejo os pais brincando assim com as crianças, pois logo lembro do susto que tivemos com a Maria. Não custa conscientizar já que pode diminuir o transtorno e a dor nos pitocos.

Bejos e um bom restinho de semana para todos!

14 comentários:

Ana Claudia disse...

Tássia, que post perfeito, muito esclarecedor.
Beijinhos
Ana Claudia

Daca disse...

Putz amiga...de novo. Que saco né? Tadinha da minha princesinha! O Otávio vive brincando assim, me borro de medo de acontecer com ele.
Se precisar de algo liga tá?
Bjssssssssss

Izabella Medeiros disse...

\Caramba, não sabia disso! Bom saber para nao fazer com meus filhos.
Ainda bem que a Maria já está melhor.
beijos

Gabi disse...

Adorei seu post, fiquei sabendo de coisas que eu nem sabia...adoro aprender!

Beijos

Tatá disse...

Que situação!!! Eu fiquei sabendo disso através do blog. Diversas vezes brinquei assim e não tinha a mínima noção do que poderia acontecer.

É de ficarmos atentos para essas brincadeiras aparentemente ingênuas.

Bjs

Blog da Manuella disse...

Hj aconteceu isso com
Meu pequeno de 6 meses... Tomara que seja a única vez, é de cortar o coração né ?!

Blog da Manuella disse...

Hj aconteceu isso com
Meu pequeno de 6 meses... Tomara que seja a única vez, é de cortar o coração né ?!

Adriana Engelmeyer Bouzan Lopes disse...

nossa...nem sabia disso....obrigada por compartilhar...bjus

Ju Dalzoto disse...

Oiii

Que dozinha da Maria, guria! Nossa! Aqui a gente faz (fazia né, porque agora eu não vou mais fazer) muito dessas brincadeiras, mas Graças a Deus nunca aconteceu com o Lucas. Nem tinha conhecimento a respeito. Pelo menos não é grave hein, mas que dá uma dó, dá! Ver eles sofrendo é horrível mesmo!

Valeu a dica, porque daqui a pouco era bem provavél de estarmos brincando de levantar o Miguel...

Beijão pra vcs, meninas ;)
Ju

Canto da Thata disse...

Tadicooos, que medo..mas é tão normal a gente fazer isso com criança né, e a maioria das vezes não é forte..enfim, muito legal esclarecer isso, beijos

Vanessa Santos disse...

Não sabia disso não, e é tão normal ver pais brincando assim com as crianças né!
Serve de aviso pra quando eu tiver os meus ahha
Beijos

Ivna Pinna disse...

Menina, não sabia disso não! E aqui a gente SEMPRE brinca com o Enry de levantar ele. Quando andamos e ele vai saltitando no meio da rua, ou na praia pulando ondas! Obrigada pelo aviso viu!
Vou ficar de olho!

beijão

Camila Gomes disse...

Tássia, vou confessar que eu já brinquei assim com o Murillo diversas vezes e jamais iria pensar nisso!
Obrigada!

Mariana disse...

Há que ter muito cuidado com as crianças, porque um pode lastimar eles...
Uma vez estava apurada para receber a comida de pedidosja e quase faco isso com o meu filho, mas me lembrei que não era bom e só chamei ele.